quarta-feira, 31 de outubro de 2012



  

MPF comemora decisão que mantém índios em terra guarani-kaiowá no MS

  
À Funai, a desembargadora determinou que "deve adotar todas as providências no sentido de intensificar os trabalhos e concluir o mais rápido possível o procedimento administrativo de delimitação e demarcação das terras".
"A mobilização das redes sociais foi definitiva para alcançar esse resultado. Provocou uma reação raramente vista por parte do governo quando se trata de direitos indígenas", disse o procurador da República Marco Antonio Delfino de Almeida, que atua em Dourados. A situação dos guarani em Pyelito Kue se tornou assunto em todo o país quando os índios divulgaram uma carta em que se declaravam dispostos a morrer em vez de deixar as terras, assim que foram notificados do despejo pela Justiça Federal do Mato Grosso do Sul.
Para o Ministério Público Federal “afastar a discussão da ocupação tradicional da área em litígio equivale a perpetuar flagrante injustiça cometida contra os indígenas em três fases distintas e sucessivas no tempo. Uma quando se lhes usurpam as terras; outra quando o Estado não providencia, ou demora fazê-lo, ou faz de forma deficiente a revisão dos limites de sua área e quando o Estado-Juiz lhes impede de invocar e demonstrar seu direito ancestral sobre as terras, valendo-se justamente da inércia do próprio Estado”.
Leitura completa desta  Matéria nas  Fontes  abaixo citadas.

http://www.ecoagencia.com.br/?open=noticias&id=VZlSXRlVONlYHZFTX1GdXJFbKVVVB1TP

(http://www.prms.mpf.gov.br/servicos/sala-de-imprensa/noticias/2011/09/puelito-kue-travessia)

domingo, 28 de outubro de 2012






 Os  que se movem  desde  SEMPRE", os que se movem "Agora," os  que poderão estar 'SE COMPROMETENDO a Mover-se  daqui para Frente, que  neste Momento, em  que  a  Humandiade passa  ,digamos, POR  "UM CHAMADO  CRUCIAL", VITAL, E  IMPRESCINDÍVEL  de  OLHAR  ao" ANTES", com RESPEITO aos  Ancestrais, Respeito  ,Coerência, Justiça, LEALDADE, FIDELIDADE=ÉTICA, que  Possa REALMENTE  A"HUMANIDADE" Sentindo  tudo isto, ENTENDER, que  AQUILO QUE SE  FAZ A  TERRA, SE  FAZ  AOS FILHOS DESTA TERRAe'Nisto, estamos TODOS"!Indígenas, e Não Indígenas  e  mais ainda,  neste  Holocausto Indígena do qual  estamos  mais que INSERIDOS, cumpra-se  com Dignidade,Justiça, as LEIS  deste Páís, as Leis  de  Nivel  Internacional, da "UNIÃO", daPAZ=Py'aguapy
Xe'ema Liana utinguassú-Tata'endy -Guarani

Ore mitã ko ko'êtî (nossas crianças são o nosso amanhecer)
Ore mitã ko ore ko'êtî
Ore mitã omboheñói ore ko'êtî (Nossas crianças fazem "brotar" nosso amanhecer

Aguyjevete hína ñande ypykuéra, ñande sy, ñande ru.. Hese, ñaime ko'ápe, ha ko'ángaite, upeicharamo, ñande mandu'a va'erã akói hese! (Estou agradecendo muito aos nossos ancestrais, nossa mãe, nosso pai... É por causa dele que estamos aqui,


 
 

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Endossamos  este  Apelo, Agradecemos  aos  Verdes de  Tapes por  sua  adesão  sempre em prol da Justiça, dos  direitos á  vida, direitos Indígenas, em prol da  Terra , dos Filhos(as)  desta Terra, da  Natureza  em sua  ampla expressão!
Aderimos  integralmente  à  esta  Carta, bem como  reforçamos as  anteriores  ,igualmente elaboradas e assinadas dentro dos mesmos propósitos.
Liana utinguassú
Xe'ema Guarani





Amigos do Movimento Ambientalista Os Verdes, pedimos seu apoio para que assinem esta Carta que será enviada por e-mail para os organismos acima citados. De hoje, 27 de outubro de 2012 até o dia 29 de outubro de 2012, estaremos divulgando e recebendo as indicações de entidades e pessoas que queiram fazer parte desta rede de apoios aos povos indígenas, em especial, aos índios Guarani-Kaiowá no Estado do Mato Grosso do Sul – Brasil. (osverdes.rs@gmail.com)

Saudações Verdes!

Julio Wandam
Ambientalista
Coordenador de Os Verdes/RS
Membro RAARS – Brasil
Moderador REBIA Sul


À Anistia Internacional;

À Organização dos Estados Americanos;

Ao Ministério das Relações Exteriores;

Ao Ministério da Justiça;

À Secretaria Nacional dos Direitos Humanos;

À Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa/MS


Os signatários desta Carta em defesa dos índios Guarani-Kaiowá, residentes em Mato Grosso do Sul, em terras sob litígio e aguardando decisão da Justiça Brasileira sobre o destino de mais de 170 pessoas entre mulheres, idosos, crianças e homens adultos, indígenas que pelas leis constitucionais brasileiras deveriam estar sendo protegidos pelo Estado e seguros da preservação de suas vidas e culturas.

O que ocorre nos últimos meses no Brasil é algo sem sentido, quando da decisão da Justiça Federal no Mato Grosso do Sul, que deu ganho de causa para fazendeiros que invadiram e ocuparam terras dos índios, com lavouras (monoculturas) de soja, milho, cana e cercaram terras ancestrais que estavam envolvidas em estudos para a demarcação de terras indígenas. Algo que mostra a equivocada política indigenista que ora estamos conhecendo, como cidadãos comuns e envolvidos na causa maior de proteção da natureza, não podemos deixar de manifestar nossa preocupação com os povos das florestas, com as nações indígenas originárias, os 'donos da terra' que muito servem a natureza por sua ligação sagrada com os elementos essenciais à vida.

Nesta Carta, estamos rogando às autoridades nacionais e do exterior, das entidades de direitos humanos, que reforcem as ações dos organismos brasileiros de apoio destes povos, para que se possa assumir compromissos públicos e humanísticos com estas pessoas, que estão sofrendo pela omissão do sistema que os coloca em condições sub-humanas, indignas e injustas, quando sofrem um lento genocídio, um 'holocausto' maior do que todos os conhecidos.

Por este motivo pedimos: Que a Anistia Internacional, a Organização dos Estados Americanos, o Ministério das Relações Exteriores, o Ministério da Justiça e a Secretaria Nacional de Direitos Humanos e a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso do Sul, que intercedam oficialmente na questão, criando condições de segurança e proteção das vidas e culturas destes índios Guarani-Kaiowá, das terras e do direito a terra que aguarda a demarcação, que possa estar assegurado o direito de ir e vir, o direito a proteção do Estado, pois são constitucionalmente privilegiados, e este privilégio não é 'favor' e sim 'direito assegurado' na “Constituição Cidadã” de 1988 e infelizmente, descumprida sistematicamente na última década em diversas regiões do país, em especial, no estado do Mato Grosso do Sul.

Outrossim, informamos que todos os que aqui se manifestam*, são membros de entidades, organizações, movimentos e pessoas independentes, brasileiros e estrangeiros preocupados com a vida destas pessoas, com as culturas destes povos, com os ambientes onde vivem, parte umbilical desta grande e imensurável natureza brasileira, dos quais, todos 'somos filhos desta mesma terra, Somos Todos Guarani-Kaiowás!'.

Atenciosamente

1)   Movimento Ambientalista Os Verdes/RS – Brasil
2)   Rede de Ativistas da Região Sul - RAARS – Brasil
3)   Júlio Cesar Wandam – Tapes/RS – Brasil
4)   Grégor Asevedo – Rio de Janeiro/RJ – Brasil
5)   Grupo Pesquisador em Educação Ambiental, Comunicação e Artes - GPEA/UFMT - Mato Grosso/Brasil
6)   Instituto Caracol - Mato Grosso/Brasil
7)   Rede Mato-Grossense de Educação Ambiental - Mato Grosso/Brasil
8)   Dagmar Scherer Dornelles – São Leopoldo/RS - Brasil
9)   Fórum de Direitos Humanos e da Terra - FDHT-MT - Mato Grosso/Brasil
10)              Michèle Sato - Plataforma DHESCA – Cuiabá/MT - Brasil
11)              Felipe Vieira de Galisteo - Mauá/SP - Brasil
12)              Cia Anônima de Teatro - Mauá/SP – Brasil
13)              Rosana de L. P. Ferreira - Campo Grande/MS, residindo na Itália
14)              Rosângela Martins Piedade – Magistério-Balneário Pinhal/RS – Brasil
15)              Nilton Madruga Piedade – Magistério-Balneário Pinhal/RS – Brasil
16)              Oscip Yvy Kuraxó – Porto Alegre/RS – Brasil
17)              Liana Utinguassú – Porto Alegre/RS – Brasil**

(*) Para aderir com o nome de sua entidade, organização, movimento e seu próprio, você deve no espaço do “Comentário” desta postagem no Facebook (http://www.facebook.com/notes/movimento-ambientalista-os-verdes/carta-em-defesa-dos-%C3%ADndios-guarani-kaiow%C3%A1/438607336200961), informar o nome da entidade ou pessoa, a localidade (município, estado e país).

(**) Assinaturas em 27/11/2012 – 02hs:06min
                                                Alguns  ensaios..




Tema: “O que  “Não traduz  AMOR”
Texto Liana Utinguassú
*(Apenas  solicitamos  em caso de  utilização do mesmo-Citar à Fonte)*.
Bom  Dia,

Este blog  tem como finalidade  compartilhar de sentimentos, idéias, noticias  dentro de  temáticas  Indígenas, e tudo que  acreditamos    configurar  em Injustiças sociais, também.
A Visão é multiétnica, Pluricultural  e  nada  restrita !Não há separatismos,dogmas, ou  quaisquer  "discriminações",preconceitos ou pré-conceitos.
Sempre se busca  respeitar  as fontes  de pesquisas, pontos de  vista e  da mesma  forma, acreditamos ser respeitados.É  uma premissa  de vida, de valores  ancestrais que  carrego  comigo e  me  empenho  por  manter.
Não somos  infalíveis, como seres  humanos  sobretudo, temos  imperfeições,mas  acredita-se  que  aprende-se com elas e vamos  nos  “polindo”aos poucos..
O Tema  que  está  muito presente  , creio que no Sentir de todos, é  o sentimento  AMOR..
Não  se manifesta  AMOR,  apenas em uma relação Homem,Mulher,para  os que  acreditam  que seja  “este  o foco”principal aqui.O AMOR sempre moveu  o SER, mas o SER nem sempre  permitiu-se  que  o AMOR, fosse  praticado em sua mais ampla  e infinita “escala”(se é que  podemos  assim nomear...).
Atualmente temos  escutado muito, que o oposto do Amor é  ÓDIO, não é  , mas sim o Poder, e outros  ainda  dizem a  indiferença..outros,ainda  seguem na  questão do “ódio”...
É muito interessante,sempre sentir-se,profundamente  sentir-se...
Desde  quando se  é  gerado,quando nascemos,”crescemos”, e como nos relacionamos tanto  individualmente, como socialmente.Por isto, creio que  “olhar  o Mundo sobre a  ótica  do outro”,seja  um exercício bastante  revelador e necessário nas  relações  em geral.
Vejamos à Natureza  em sua  majestosa  e magnífica abundância, generosa,bela!! O Mar  por exemplo..que  é infinito...as ondas que  não acabam e ora  são enormes, ora medias,ora pequeninas..abraçando-nos à  beira  da praia, ou para  quem vai mais longe..literalmente nos  cobrindo em seus  paredões  de água, onde muitos  “surfam”e se  deixam  levar..boiando  depois  serenamente, até chegar   “á beira da praia”..
Recordo-me muito bem de épocas em que  fui mais à praia..porque  ando mais  nas  cachoeiras  de uns tempos para cá e  junto  ao verde, na  mata, ou  em outros locais  onde  “respire” ,sinta, escute  e comungue  em PAZ, com a Natureza, escutando meus Ancestrais, me escutando...
Alguns  dirão...Mas, o que tudo isto  que relatas tem a ver  com AMOR? Com esta  Temática do que  "Não é  o AMOR"?
Pois  é.. “falamos  em  respirar”..e poderíamos  aqui associar  que  tudo que  oprime, restringe, submete, e  dentro disto  vem a  querer “impor,limitar, determinar,JULGAR,ofender, desrespeitando o “SER”,Não  se  configura  em AMOR.. O Mar  , como acima citamos,não lhe  impõem  tampouco,se  você  quer  ir  mais “fundo”..ele lhe  recebe, mas ele sinaliza, através do  movimento das ondas,dos ventos,e todo um universo que  “nos compete  analisar”, surfando, mergulhando,nadando, mas  jamais  “confrontando”, chocando, ou querendo brigar  com aquelas  ondas,pois  seria  “humanamente  impossível”,e dito isto,AMOR,também não é Força bruta, violência,desrespeitando a  Natureza do SER..
Mas,e as  “Marés”?
Sabemos  que  a  Lua, sempre interferiu  diretamente  nos ciclos  e ciclos da  NATUREZA (Reparem  ..A NATUREZA=Feminina).
Aqui, muitos irão quem sabe  assustar-se,e  dizer: ‘NÃO”!  A Natureza  é  masculina,a Mulher  foi gerada da”costela de  Adão”, ela  veio depois, não ANTES!!
Pois  é, nem antes  nem depois...quem sabe JUNTO?
Pessoalmente vou  ousar  dizer  que “eis  aqui um ponto crucial” nos  desvios do que “poderia  SER AMOR”...
Quando se  renega de onde se  veio e passas-se  a querer  subjugar  o outro, ou  negar  ao outro   sua natureza, onde  “a pele”  fica  ameaçada”, então ISTO, NÃO É  AMOR..é  querer  apoderar-se  da PELE do outro(a)  e  fazer  com que esta  criatura  seja”domesticada”  ao seu bel prazer...PRAZER...
E  o Prazer  de  comungar  ,vai se  perdendo...se  esvaziando..e  a admiração também, porque  Amar, também é  admirar, Respeitando justamente a Natureza do SER.
No que tange  a  estas  consciências , Feminina/Masculina, há  muito que  percorrer, creio,porque  o SER, deixou de  espelhar-se  ,sentindo a  NATUREZA que o gerou, e nesta  relação  umbilical, é que  as Populações originárias, mantêm-se, por exemplo (Indígenas e culturas orientais, originárias)pode-se  dizer  que mantêm-se neste  fio de sentimento, de prática  de  vida, porém,com os  atropelos  dos tempos, dos  “avanços”, do PODER, ganância  etc...Claro que o AMOR, fica  seriamente  comprometido, sobrecarregado,até pode-se  dizer, mas  frágil, porém lembremos  que  “as ondas” não  deixam de  estar  lá..indo e vindo..tampouco os ventos, a Lua, o Sol, Feminino/Masculino),astros desta  nossa Vida,bem como na  noite , vamos olhar  e perceber,a imensidão deste “Céu”,ora  repleto de estrelas, ora com Lua Cheia, Nova, Minguante,Crescente...

E  ao Novo dia,Sol,ou chuva, ou dias mais  nublados, ventosos, com “mais “ tempestades”,com direito a arco-íris,ou não..
Porém, quando o PODER vem  querer  “alterar esta majestosa”e bela forma de fluir.. desmatando,contaminando  com TER,possuir, mandar e desmandar..maltratando esta  “NATUREZA”, maltratando a Mãe, a Mulher, a Filha e os filhos (as),
AH! Isto Não é AMOR. O PODER  realmente sempre  ameaça, destrói “AMOR”..
O PODER  contamina, derramando nos  Mares, nas águas, no  útero desta Mãe,  resíduos POLUENTES e assim, também é  nas  relações entre as pessoas,exatamente  assim.
A Mente  humana vai  agregando “lixos” ,seja  em seus pensamentos, palavras  ou ações..Seja na deslealdade(assunto  complexo),entre  as pessoas, seja  em omissões, seja  em  agressões  verbais(que podem  matar), gritos,agressões físicas,desrespeito ao SER. Pois  é..mais  uma  vez vão dizer...Mas, isto não tem NADA que  ver aqui com o TEMA AMOR...
Não  espero que  minhas simples palavras  sejam  “aceitas”,tampouco tenho a pretensão de impor algo(isto seria  totalmente contraditório com meu SER  e sentir, mas  talvez  ..humildemente, promover  uma  reflexão,como a que eu mesma  me faço  aos meus  50  anos e  todo santo dia, sobre  como   AMAR  pode  ser lindo, mesmo que  por “segundos”, ou  minutos, horas meses,anos..vai depender do como se  encara rios,lagos “O MAR”, os  Oceanos, Cascatas,A NATUREZA  DIVINA e o modo honrado de  SER, dentro do que cada  um carrega dentro de  si..
Muitas  vezes  as  tradições  e culturas  tem lá suas  “outras  análises”,mas  carregamos a possibilidade sempre, de aprender mais, de  questionar, mas NUNCA  QUERER IMPOR,ou tirar a PELE  do outro(a), tampouco resolver as coisas  á  ferro e fogo, porque isto, mais uma vez, será alimentar o PODER!
Frases como: “Eu  posso mais que você”, Eu sempre  fui mais  que você,Eu quero mais,eu tenho mais...Traduzem “PODER” e tantas  outras  que  ao serem proferidas vão bater  “lá  naquela praia”,de formas diferentes...
há que se  observar..”Orar  e  vigiar”,é  um termo  “bastante profundo”...Mas, vou  ousar mais  um pouco...
Gostaria  que  não alimentássemos  o PODER nesta questão do Orai e Vigiai, porque pode-se  vacilar  em vigiar á  si mesmo(a),e afinal, toda  pessoa  que  acredita  estar  com a razão, vai buscar  “no externo”uma resposta, quando a  resposta, normalmente  está  nela mesma,em  sua forma “conflitada” de  SER,ou  auto-centrada, igualmente “poluente” à  si e  aos outros..mas nem sempre é  fácil de se  OLHAR, mas  quando se olha,se pode  “Curar” a NATUREZA,tanto  na dimensão  micro –cosmos,como macrocosmos.
Reflexão:"Já  perceberam que  é sempre  mais fácil se "responsabilizar  o outro"(a)  quando  na verdade  Todo conflito veio de  um   ato  "isolado", de um só dos lados?
Fomos  Gerados por uma Mãe, isto é  inegável,uma  MÃE que um dia foi filha,Jovem,Mulher..e seguirá  sendo...caminhando exatamente como sua  NATUREZA,mas  quando  “Alguém”  vem e  “poda”, seus  troncos seus frutos,e pensa  que  irá arrancar “suas  raízes ocultas” sua  Alma, seu SER, ela mostra,ELA  SINALIZA  e ELA  “AGE”,porém, aqueles que  PELO PODER  assim a  submeteram para  alimentar  O POSSUIR, O TER”, seguirão,cada vez  mais  “VAZIOS’, duros, violentos,agressivos e SEM AMOR...porque  tampouco terão a  sombra, os frutos, a beleza, o néctar  da  VIDA,que em essência...Traduz  também  “AMOR”...

AMO e seguirei AMANDO à MÃE, à Filha (o),A Mulher, a  Anciã...em cada arvore, em cada Raiz, assim plantando-me também  e cuidando  para que  NADA,nem ninguém venha ameaçar  à esta Natureza  e todo seu legado Ancestral.



Liana Utinguassú
Xe’ema Guarani

Local  Sagrado-Nas  raízes Profundas de  Uma  árvore Antiga,está A  FONTE, a  sabedoria  do "BEM VIVER"(Como uma ARCA  SAGRADA DE NOSSA ALMA"(Liana Utinguassú).recordo tempos "do ontem, do hoje e do amanhã", com uma certeza  na Alma...Para sempre serei Grata,por  absolutamente  Tudo que  vivi eespero ainda  viver,celebrando A VIDA!


Se eu errar que seja por muito, por amar demais, por me entregar demais, por ter tentado ser feliz demais.”
(Clarice Lispector)


quinta-feira, 25 de outubro de 2012





Ñande RU imbarete ha hesa renondegui mba evé nokañei -Nosso PAI é forte e diante dos seus olhos nada está  oculto


Txaí eTxeramoin, Avós  que  correm Riscos, Falecem,perdem seus filhos..
Como A Mãe  do Cacique Nisio




kringués-Anjos  que deveriam VER UM NOVO AMANHECER!(fonte desta foto: Google:http://racismoambiental.net.br/2012/10/salvemos-os-indios-guarani-kaiowa-urgente/


Repassamos  aqui um Convite Recebido no facebook  no Grupo Apoio aos Guarani -kaiowas
Agregamos  algumas informações  que  acreditamos serem pertinentes  e  estarem co-relacionadas.
A Petição abaixo  foi movida inicialmente  já  há  algum tempo.As outras  Petições  abaixo, são mais recentes. Todas são importante assinar.

http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=Guarani
Ñande RU imbarete ha hesa renondegui mba evé nokañei -Nosso PAI é forte e diante dos seus olhos nada está  oculto

Jamais  Omissão,ou Silêncio diante de  Injustiças e  desrespeito á  Vida,aos Direitos Indígenas ,neste caso em questão aqui.






XE'EMA GUARANI-Liana Utinguassu Tata'endy



O Cine Escadaria traz a público o debate a respeito do genocídio as comunidades indiginas no Brasil. O projeto desenvolvimentista que prioriza os grandes capitais e seus progressos de morte. Grande obras financiadas pelo Governo brasileiro ( BNDS...), como Belo Monte, Giraú, paiquere, desmatamento da Amazónia aliados com latifundiários remanescentes do coronelismo, grandes multinacionais atacam as comunidades indiginas promovendo um verdadeiro genocídio.

Carta da comunidade Guarani-Kaiowá de Pyelito Kue/Mbarakay-Iguatemi-MS para o Governo e Justiça do Brasil

Nós (50 homens, 50 mulheres e 70 crianças) comunidades Guarani-Kaiowá originárias de tekoha Pyelito kue/Mbrakay, viemos através desta carta apresentar a nossa situação histórica e decisão definitiva diante de da ordem de despacho expressado pela Justiça Federal de Navirai-MS, conforme o processo nº 0000032-87.2012.4.03.6006, do dia 29 de setembro de 2012. Recebemos a informação de que nossa comunidade logo será atacada, violentada e expulsa da margem do rio pela própria Justiça Federal, de Navirai-MS.


Assim, fica evidente para nós, que a própria ação da Justiça Federal gera e aumenta as violências contra as nossas vidas, ignorando os nossos direitos de sobreviver à margem do rio Hovy e próximo de nosso território tradicional Pyelito Kue/Mbarakay. Entendemos claramente que esta decisão da Justiça Federal de Navirai-MS é parte da ação de genocídio e extermínio histórico ao povo indígena, nativo e autóctone do Mato Grosso do Sul, isto é, a própria ação da Justiça Federal está violentando e exterminado e as nossas vidas. Queremos deixar evidente ao Governo e Justiça Federal que por fim, já perdemos a esperança de sobreviver dignamente e sem violência em nosso território antigo, não acreditamos mais na Justiça brasileira. A quem vamos denunciar as violências praticadas contra nossas vidas? Para qual Justiça do Brasil? Se a própria Justiça Federal está gerando e alimentando violências contra nós. Nós já avaliamos a nossa situação atual e concluímos que vamos morrer todos mesmo em pouco tempo, não temos e nem teremos perspectiva de vida digna e justa tanto aqui na margem do rio quanto longe daqui. Estamos aqui acampados a 50 metros do rio Hovy onde já ocorreram quatro mortes, sendo duas por meio de suicídio e duas em decorrência de espancamento e tortura de pistoleiros das fazendas.

Moramos na margem do rio Hovy há mais de um ano e estamos sem nenhuma assistência, isolados, cercado de pistoleiros e resistimos até hoje. Comemos comida uma vez por dia. Passamos tudo isso para recuperar o nosso território antigo Pyleito Kue/Mbarakay. De fato, sabemos muito bem que no centro desse nosso território antigo estão enterrados vários os nossos avôs, avós, bisavôs e bisavós, ali estão os cemitérios de todos nossos antepassados.
Cientes desse fato histórico, nós já vamos e queremos ser mortos e enterrados junto aos nossos antepassados aqui mesmo onde estamos hoje, por isso, pedimos ao Governo e Justiça Federal para não decretar a ordem de despejo/expulsão, mas solicitamos para decretar a nossa morte coletiva e para enterrar nós todos aqui.

Pedimos, de uma vez por todas, para decretar a nossa dizimação e extinção total, além de enviar vários tratores para cavar um grande buraco para jogar e enterrar os nossos corpos. Esse é nosso pedido aos juízes federais. Já aguardamos esta decisão da Justiça Federal. Decretem a nossa morte coletiva Guarani e Kaiowá de Pyelito Kue/Mbarakay e enterrem-nos aqui. Visto que decidimos integralmente a não sairmos daqui com vida e nem mortos.

Sabemos que não temos mais chance em sobreviver dignamente aqui em nosso território antigo, já sofremos muito e estamos todos massacrados e morrendo em ritmo acelerado. Sabemos que seremos expulsos daqui da margem do rio pela Justiça, porém não vamos sair da margem do rio. Como um povo nativo e indígena histórico, decidimos meramente em sermos mortos coletivamente aqui. Não temos outra opção esta é a nossa última decisão unânime diante do despacho da Justiça Federal de Navirai-MS.

Atenciosamente, Guarani-Kaiowá de Pyelito Kue/Mbarakay
*Complementoamos aqui, alguns  sites  com dados sobre  ÀREAS DE CONFLITOS  INDÍGENAS.


Concentração no Largo Glênio Peres às 17:00.

18h: Caminhada iluminada com velas, tochas, rostos pintados, faixas e tambores até a FARSUL (Federação da agricultura do Rio Grande do Sul)


Endereço da FARSUL: Praça Professor Saint-pastous, 125 - Cidade Baixa Porto Alegre - RS

...

Participe também do CINE ESCADARIA DEBATE: A situação dos Guarani-Kaiowá https://www.facebook.com/events/299148090198441/ 

SÓ PRA LEMBRAR: A MANIFESTAÇÃO É PACÍFICA E APARTIDÁRIA #salveguarani

Algumas ações que poderão ser feitas:
- Pintarmos o rosto, confeccionarmos faixas e cartazes.
- Construir caixões e cruzes para simbolizar a morte dos índios.
- Panfletagem conscientizando a população sobre o que está acontecendo lá (realizada entre os dias 05 e 08 de novembro)
- Faixas explicando o que queremos, basicamente, que deixem os índios em paz na terra deles.
- Envio de carta coletiva (assinada apenas como cidadãos) para as entidades envolvidas.

Petição pública virtual: http://www.avaaz.org/po/petition/Salvemos_os_indios_GuaraniKaiowa_URGENTE


quarta-feira, 24 de outubro de 2012



XE'EMA GUARANI
Sou Guarani
"Somos GUARANI","algumas" pessoas  tem assim no facebook e  em outras  Redes, se colocado em Solidariedade
De Todos os Cantos desta Terra
Uma Nação
Compartilhamos esta Chamada, que  desde já  confirmamos Presença e solicitamos repassar.
Agradecemos sempre:
Aguyjevete hína ñande ypykuéra, ñande sy, ñande ru.. Hese, ñaime ko'ápe, ha ko'ángaite, upeicharamo, ñande mandu'a va'erã akói hese! (Estou agradecendo muito aos nossos ancestrais, nossa mãe, nosso pai... É por causa dele que estamos aqui!



Ore mitã ko ko'êtî (nossas crianças são o nosso amanhecer)
Ore mitã ko ore ko'êtî
Ore mitã omboheñói ore ko'êtî (Nossas crianças fazem "brotar" nosso amanhecer)


Aty Guasu
Gostariamos de chamar atenção para a reflexão sobre os vários conceitos existente de " sucídio", é uma discussão complexa sem fim, por isso nós lideranças Guarani e kaiowá consideramos que o termo de "suicídio" em foco... pode apresentar várias significações, assim não é justo tentar discutir e julgar o termo, a compreensão vai depender muito do ponto de vista váriados.
Importa destacar que os Guarani e Kaiowá se encontram em processo de etnocídio/genocídio, por conta de seus territórios antigos expropriados/roubados pelos atuais fazendeiros do Cone Sul de MS, além de seus direitos ignorados pela Justiça. Esses fatos levam os guarani e kaiowá em estados de desesperos e medo, por isso pensam em resistir e reagir para morrer todos juntos. É isso.
 
Ñande RU imbarete ha hesa renondegui mba evé nokañei -Nosso PAI é forte e diante dos seus olhos nada está  oculto(Liana Utinguassu)
 
 

terça-feira, 23 de outubro de 2012







Informes sobre  Indígenas  RGS

Kurumin -Missões


Aldeia Canta Galo- Fotos Acervo Yvy Kuraxo


Fonte:


Segundo o Censo de 2010 do IBGE, vivem no Rio Grande do Sul 32.989 indígenas: 13.820 em centros urbanos e 19.169 em terras indígenas. A Funasa contabiliza em 2010 uma população de 19.636 pessoas em terras indígenas no estado, sendo 17.515 da etnia Kaingang e 2.121 Guarani (Ñandeva e Mbya).
O Rio Grande do Sul é o estado do Sul e Sudeste com o maior número de terras com presença Guarani: são 45, das quais apenas 14 foram regularizadas.
Das 31 Terras Indígenas não regularizadas, 20 não foram sequer identificadas pela Funai. E três TIs regularizadas passam por um novo processo de identificação do território.

Vejam Mais aqui: 
          
Assunto :Moção em Apoio aos Parentes  TI Mato Preto-RS
Amigos(as),

Acabei de ler e assinar este abaixo-assinado online:
«»http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=

Pessoalmente, concordo com este abaixo-assinado e acho que você também pode concordar.

Assine o abaixo-assinado e divulgue para seus contatos.
Veja Também: 

                

sábado, 20 de outubro de 2012





Para quem "não sabe", existem Ferramentas Importantes  e  que  FAZEM a diferença quando há mobilização "suficiente".
Há  alguns meses  atrás, em colaboração com AEDA(Enfant's D' Amazonie e  Grupo Forçae Coragem(França), movemos uma Petição em APOIO aos Guarani Kaiowas(Parentes).
Infelizmente, ainda  contamos com "muito poucas assinaturas", porém tampouco entraremos em análises aqui,dos "porques".
Damos à conhecer que  elaboramos "outra Petição" em apoio aos Parentes  do Alto Javari que estão  Abandonados em Manaus, após eleições.
Situação que  configura "crime eleitoral",conforme  constam as matérias sobre o assunto.Porém, nossa questão aqui,são as VIDAS destas  crianças,pois 3  já foram a óbito e  13  estavam internadas,com surto de diarréia.
Elaboramos uma carta à Ministra Camem Lúicia,STF,
bem como uma PETIÇÃO (http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2012N30796 ) e reforçamos que a Petição aos Parentes  Guarani segue,ainda  carecendo de  mais assinaturas e  "eles"  ameaçam suicídio coletivo.(http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=Guarani )
Nosso intuito é  sempre em salvaguardar   DIREITO Á  VIDA, DIREITOS INDÍGENAS E NÃO INDÍGENAS,em toda situação que se  configure AMEAÇA Á VIDA,INJUSTIÇA E DESRESPEITO ÁS LEIS.
Seguiremos  a utilizar destas  ferramentas, muito embora  saibamos que é  muito "pouco" em face do  quadro de  Genocídio, Etnocidio, Holocausto Indígena que se  vive Brasil e  Américas.Porém, acreditamos que a  omissão, o SILENCIO,são mais cruéis e configuram também conivência com o que se  pratica CONTRA TERRA e seus Filhos(as).
Agradecemos REPASSAR e  "SUA Assinatura"
Att
Liana Utinguassu
Servidora/Presidente
Oscip Yvy Kuraxo
Para quem deseja  elaborar uma petição :Atitude,Não omissão!